Café ajuda a prevenir pressão alta

Café pode ter efeito de prevenção contra a pressão alta, ou hipertensão, que é uma doença bastante perigosa à saúde

Os consumidores regulares de café têm menor probabilidade de vir a sofrer de pressão alta. Um estudo realizado pela Keio University, em Tóquio, no Japão, publicada na revista Hypertension Research, concluiu que ingerir de três a quatro xícaras de café, por dia, diminui os riscos de vir a desenvolver hipertensão.

O estudo analisou 4.554 pessoas, com idades entre 20 e 70 anos. A investigação demonstrou que os indivíduos que não consumiam café apresentavam maior probabilidade de sofrer com a hipertensão, situação oposta aos que ingeriam três ou mais xícaras por dia. Porém, o diagnóstico da doença não foi diferente entre aqueles que bebiam muito ou pouco café.

O café para quem já possui hipertensão

“A cafeína não potencia, nem anula efeitos hipotensores de remédios para o tratamento da hipertensão em pessoas que sofrem de pressão alta e que o bebam café com regularidade. Portanto, desde que se goste de beber, o consumo moderado é recomendado”, explica o Prof. João Gorjão Clara, Cardiologista, Diretor do Instituto Nacional de Cardiologia Preventiva de Portugal e da Clinical Hypertension Specialist, pela Sociedade Europeia de Hipertensão.

O Centro de Investigação de Medicina Baseada na Evidência (CEMBE) analisou, também, o estudo da eventual relação entre a ingestão de cafeína e o desenvolvimento de hipertensão arterial ou arritmias cardíacas. Para isso, foram analisados 13 estudos sobre a relação do café e a hipertensão.

No final, os investigadores do CEMBE – Prof. Dr. António Vaz Carneiro e Prof. Dr. João Costa, concluíram que a ingestão de café não aumenta significativamente o risco de hipertensão arterial, nem de arritmias cardíacas, e que as pessoas que possuem uma resposta hipertensiva à ingestão de café é porque já têm tendência para hipertensão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *