Café tem que ter aroma, sabor e gosto. Ou, não é café!

Aroma de Café

Aroma, gosto e sabor são conceitos que estão intimamente ligados, palavras amplamente utilizadas quando falamos de café expresso. Porém elas têm definições distintas, vamos ver:

Aroma é definido como um odor, detectada através do nariz e retronasal, e também através da parte de trás da boca, onde as cavidades nasais e orais estão interligados.
Gosto é a sensação experimentada pela língua e descreve as sensações de sabor, doçura, acidez ou amargor.
Sabor é definido como uma combinação de ambos aroma e sabor.

Sabor e aroma estão intimamente associados um com o outro e são considerados pelos processos dentro das áreas límbicas do cérebro que participam da emoção. Aroma desempenha um papel particular provocando pensamentos e emoções que resultam de experiências anteriores e memórias.

Especialistas sensoriais descrevem o sabor e aroma do café rico em detalhes. São capazes de diferenciar entre diferentes origens de grãos de café, os processo utilizados para torra e até mesmo a forma como a bebida foi preparada.

As máquinas de café expresso prometem aroma, gosto e sabor fantásticos ao extrair bebidas com baixas quantidades de água. O segredo da máquina de café é a pressão da água quente sobre o café compactado, resultando no nosso querido café expresso que chega com uma espuma fina e cremosa.

 

 

 

2 thoughts on “Café tem que ter aroma, sabor e gosto. Ou, não é café!

  1. Moro em Belo Horizonte e não consigo comprar café bom em supermercados.
    Não tem gosto de café, parece misturado.
    Você sabe de alguma marca boa de um café puro e onde comprar em BH?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *