Temperatura do café: Como a temperatura interfere no sabor?

A temperatura do café diz muito sobre o seu sabor e aroma. Dependendo do quão quente, gelado ou morno ele estiver, o gosto muda drasticamente.

Por isso, é indispensável estar atento à fervura da água antes de fazer a bebida e evitar esquentar o café já pronto. 

Esses são alguns fatores extremamente importantes na hora de servir um café saboroso e de qualidade.

Veja também: O recipiente interfere no sabor do café? Entenda agora!  

Sabendo como a temperatura do café é significativa, vamos abordar qual o ponto ideal e recomendações de preparo para um café excelente!

Pegue sua xícara e venha conferir o conteúdo delicioso que preparamos. Boa leitura!

Por que a temperatura do café afeta no seu sabor?

Café quentinho

Quem nunca deixou o café esfriar sem querer, ou até mesmo queimou a língua e parou de sentir o gosto das coisas por um curto período de tempo?

Às vezes, detalhes como a temperatura do café podem passar despercebidos, no entanto, é fundamental estar atento ao tipo de café que você consome e o quão aquecido ele deve estar.

Isso porque a experiência do café está inteiramente ligada à sua temperatura!

De acordo com os estudos realizados pelo Laboratório de Pesquisa de Canais Iônicos de Cuba, o modo como as papilas gustativas respondem às moléculas em diferentes temperaturas impactam o sabor e aroma dos alimentos e, é claro, das bebidas. 

A equipe que fez esses estudos descobriu que certos receptores são mais sensíveis às moléculas na faixa de 20 a 35 graus (temperatura ambiente).

Geralmente, esses receptores não consideram saborosas substâncias mais frias ou mais quentes que isso.

No caso do café, quanto mais quente, menos amargo ele parecerá e, consequentemente, o aroma será mais intenso. Já se a bebida estiver fria, o cheiro não se intensifica e o sabor se transforma. 

Café e temperaturas mais altas

O aroma e sabor do café são mais percebidos a partir dos 76 graus, isso se dá em virtude da alta liberação de vapor da bebida, o que faz melhorar a percepção do cheiro. 

Entretanto, conforme a temperatura do café aumenta, o sabor pode ser alterado por conta da evaporação dos compostos voláteis. 

Em resumo, os aromas são descritos como “torrados” e intensos, já as notas mais delicadas podem passar despercebidas, devido a alta temperatura. 

Café e temperaturas mais baixas

Diferente do processo anterior, quando a temperatura do café está mais baixa, entre 30 e 45 graus, as notas mais doces e ácidas ficam extremamente acentuadas. 

Além do amargo diminuir, nuances mais complexas e delicadas aparecem, oferecendo uma percepção contrária da anterior. 

No entanto, por conta da redução do vapor, o aroma não é tão intenso, podendo afetar diretamente a experiência do café. 

Como preparar um café de qualidade?

Café

Falamos aqui sobre como nossos sentidos percebem a temperatura do café e suas variações, além das principais características do café, seja ele mais quente, morno ou frio.

Sendo assim, a forma como ingerimos e degustamos essa bebida tão adorada é muito particular. Isto é, apesar do café ser mais consumido entre 70 e 80 graus, nenhum modo de preparo está errado. 

Pelo contrário, todas as maneiras de tomar aquele cafezinho pela manhã ou logo depois do almoço é válida! 

Se você deseja fazer um café de qualidade, aposte em insumos e máquinas que proporcionam uma ótima experiência em sabor e aroma. 

Saiba mais sobre os produtos do Ponto dos Cafés aqui.

Outros fatores que determinam o sabor do café 

Além da temperatura, existem outros fatores que impactam no sabor do café. Entre eles, os principais são o filtro utilizado, o armazenamento do café e o açúcar.

Veja como fazer um café de qualidade a partir desses tópicos:

Filtro 

O filtro utilizado no preparo do café é um fator determinante para garantir seu sabor e aroma. Com a inúmera variedade de filtros no mercado, sejam eles de papel, pano e até metal, é difícil saber qual a melhor opção. 

No entanto, você deve estar atento ao tipo de moagem do café escolhido para que seja compatível com o filtro e, assim, proporcionar o melhor gosto.

Além do mais, a limpeza do filtro é indispensável nesse processo, pois evita que fiquem bactérias e resquícios de café. 

Armazenamento

Outro fator que interfere no sabor do café é o modo como ele é armazenado. Isso porque, se a armazenagem não for feita da forma correta, os grãos podem perder um pouco da qualidade e até estragar.

Portanto, o ideal é que, após abrir a embalagem do café, você transfira o conteúdo para um pote escuro e bem fechado. 

A opção de guardar o café na geladeira também é viável, visto que o seu tempo de validade aumenta. 

Açúcar

Por fim, a adição de açúcar no café depende muito do gosto de cada pessoa. Alguns preferem o seu café amargo, outros só consomem a bebida se estiver bem adoçada.

Logo, para evitar que a sua família, colegas de trabalho ou amigos não desfrutem do seu cafezinho, dispense o uso do açúcar durante o preparo e deixe um recipiente separado. 

Um erro bastante cometido é adoçar a água no processo, isso diminui a qualidade do café e a bebida tende a ficar muito mais doce que o normal.

Conclusão

Independente da temperatura ou tipo de café que você consome, não há como negar que essa bebida é adorada por todos.

Embora haja recomendações quanto ao seu preparo, você deve descobrir o ponto ideal do café e adequá-lo de acordo com o seu paladar, sempre atentando para a sua saúde e dosando a quantidade de café para o consumo diário. 

Ainda assim, ele oferece inúmeros benefícios!

Leia também: Conheça os 7 principais benefícios do café para a saúde!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.